18 de janeiro de 2011

Saudade

Presença calada
Cumplicidade no instante
Vazio que entorna uma vontade louca de arrancar do peito só para observar.

Um comentário:

Sandrio cândido. disse...

Raquel, que bom que tuas palavras voltaram a ser apresentadas neste espaço, já estava com saudades de te ler.
Espero que a poesis continue a te fazer caminhar por entre os becos das palavras e nos presentei com tão belos textos.
abraços
saudações.