14 de agosto de 2009

Sobre incertezas

É engraçado como algumas coisas aparentemente tolas que quebram nossa rotina podem ser inspiração e se transformar numa poesia, ou em uma música , um monumento ou até em uma teoria.

No livro "A Insustentável Leveza do Ser" do Milan Kundera têm uma passagem que exemplifica isso que estou falando :

"Um certo senhor Dembscher devia cinquenta florins a Beethoven, e o compositor, sempre falido, foi pedir-lhos. " Es muss sein?,tem de ser?", suspirou o pobre Dembscher, ao que Beethoven replicou num tom jocoso: "Es muss sein!, tem de ser !", imediatamente anotou as palavras no seu caderninho e compôs a partir desse tema realista uma pequena peça a quatro vozes: três cantam "es muss sein,ja,ja,ja, tem de ser, tem, tem, tem," e a quarta acrescenta : "heraus mit dem Beutel! puxa da bolsa !"
Esse mesmo tema tornar-se-ia mais tarde o núcleo central do quarto andamento do último quarteto opus 135."

"...Beethoven transformara, portanto, uma inspiração cómica num quarteto sério, uma brincadeira numa verdade metafísica."

Na maioria das vezes as coisas mais grandiosas acontecem por meros acidentes e situações inusitadas. Acho que isso é o bonito de viver, são as surpresas , aquilo que nos pega de supetão , aquele amor que não era esperado e que simplesmente pipocou na nossa vida por meros acasos.

Na vida temos muitas incertezas, devemos com elas nos satisfazer ,pois a única certeza que temos já nos basta e da até calafrio de pensar!

Um comentário:

Daniel disse...

caraa.....verdade.....estive pensando mt sobre isso esta semana....e talvez esperando por algo que me surpreendesse, e quando paramos e enchergamos nossa vida por essa ótica nos tornamos mais sensíveis e compreendemos ela mais facilmente.Pelo menos eu acho neh?!rsrsrs


Daniel